O Grupo RBS publicou em 2013 uma valiosa investigação sobre o futuro da indústria da comunicação. O objetivo da pesquisa era compreender as transformações na forma de comunicar em plena era digital. Foram entrevistados diversos comunicadores, filósofos, historiadores, jornalistas, universitários, pesquisadores. A partir das perspectivas e das previsões desses especialistas, eles compilaram 11 premissas relevantes ainda bastante atuais que continuam a transformar a forma que nos comunicamos. Será que a sua empresa está preparada para essa revolução?

# BE TRUE

Seja autêntico, seja verdadeiro. A comunicação com a sua audiência é cada vez mais transparente. Por isso, você deve posicionar-se de forma clara, coerente e verdadeira. Seus consumidores são muito bem informados e podem facilmente identificar seus erros. Não há problema em errar, contanto que você admita seu erro. Entretanto, há problema em ser falso. Falsidade é inconsistente, não encanta e não engaja.

# BE TRUSTED

Seja uma empresa em quem seu público confie. A sua audiência quer confiar plenamente em você. No entanto, tenha em mente que confiabilidade se constrói por meio do diálogo e do relacionamento de mão dupla. Portanto, seja realmente confiável. Escute mais seus consumidores, descubra suas necessidades, entregue valor e os surpreenda.

# BE PART

Estamos vivendo um mundo multidimensional. Estamos vivendo a cultura da participação e do compartilhamento. Destrua suas barreiras e suas muralhas. Hoje em dia, é inadmissível enclausurar e guardar a sete chaves informações, ideias, projetos. Faça parte da comunidade, aproxime-se das pessoas e humanize a sua empresa.

# THINK PLURAL

Somos multifacetados, somos diferentes. Então, porque polarizar conceitos e ideias? Por que acreditar em verdades absolutas? A verdade permite diversas interpretações. Portanto, pense de forma aberta, flexível e múltipla. Construa projetos por meio do diálogo e da criação coletiva. Perceba as diferenças e respeite cada uma delas.

# THINK MOBILE

O mundo torna-se cada vez mais mobile: acessível, conveniente e sem fronteiras. Portanto, pense mobile! Desenvolver projetos e conteúdo para plataformas móveis é estar sempre presente, é conviver com a sua audiência, é compartilhar momentos pessoais, é proporcionar experiências, é ser flexível.

# BE BETA

Esteja sempre em “beta”. Esteja sempre em busca de alternativas, de inovações, de novas formas de satisfazer os desejos do seu consumidor. Questione, critique, busque, pesquise, avalie. Não se apegue tanto a ideias, porque assim você deixa de perceber outras oportunidades. Esteja aberto à mudança, pois decisões definitivas tendem a estagnação.

# THINK AHEAD

Pense a frente. Portanto, evite o senso comum ou certezas absolutas. Fuja de tudo que for cotidiano e habitual. Quebre suas rotinas. Não tenha tanto medo de correr riscos. “Pensar fora da caixa”, apesar de clichê, ainda tem muito significado. Enxergar problemas a partir de novas perspectivas te permitirá gerar ideias e soluções fora do usual.

# THINK HIGHER 

Tenha propósito e crie significados relevantes para seu consumidor. Você, como empresa, pode e deve melhorar a qualidade de vida das pessoas. Pense de forma ampla, não se limita ao seu mundo. Perceba os problemas sociais, econômicos, políticos, ecológicos, culturais e ajude a solucioná-los. Seja responsável e tenha gratidão.

# BE COLLABORATIVE 

A era da colaboração demanda a construção de alianças. Não queira abraçar o mundo. Concentre seus esforços no que você realmente é bom e tenha parceiros para desenvolver aquilo que você não sabe. No entanto, trabalhe com relações de ganha-ganha, contribua e colabore com o crescimento e fortalecimento da sua rede.

# BE INTUITIVE 

Olhe com atenção, tenha uma visão periférica sobre os problemas, perceba o mundo com todos os sentidos. Foco demais prejudica a visão holística e a compreensão das inter-relações entre acontecimentos. Evite pensamento cartesiano. Desenvolva uma forma de pensar fluida e flexível. Descubra com a intuição, mas demonstre com a lógica.

# BE USEFUL

Ser útil está intimamente relacionado a satisfação do seu consumidor. A utilidade do seu produto ou serviço não está no que você diz ou na forma que você faz, mas justamente no modo que sua audiência percebe o que você entrega a ela. Portanto, investigue seu público para desenvolver propostas de valor verdadeiramente úteis.

Conheça melhor o estudo “The Communication (R)Evolution”, do Grupo RBS em www.thecommunicationrevolution.com.br

Camila Chisini

CAMILA CHISINI

Fundadora e Diretora de Criação

Cursando MBA em Branding: Construção e Gestão de Marcas pela ESPM. Formada em Design Visual pela UFRGS, com Láurea Acadêmica e Prêmio Destaque TCC pela ApDesign. Estudou Design e Comunicação Visual na Politécnico de Turim, na Itália. Vencedora de prêmiações no 5º Prêmio Bornancini 2014.

Assine nossa newsletter para receber em primeira mão nosso conteúdo!

Receive Updates

No spam guarantee.

error: